A História do Hubble System

Desde quando aprendi a gestão da performance utilizando indicadores KPIs, tudo sempre foi feito manualmente, através de tabelas preenchidas por vendedores e gerentes. Era assim há 20 anos e ainda é assim até hoje.

Teria sido bem mais fácil e eficaz com o sistema que estou apresentando para você.

Mesmo quando se tem somente uma loja, fazer esse gerenciamento manualmente leva um bom tempo e, semana após semana, mês após mês, é bastante cansativo. Tendo que fazer para várias lojas então, nem se fala!

Como saber se os dados preenchidos nas tabelas estão corretos?

Será que o gerente conferiu os cálculos realizados pelo vendedor?

Será que o supervisor conferiu os que foram feitos pelo gerente?

E você? Conferiu se o seu supervisor conferiu a conferência do gerente?

Se o gerente fez tudo correto, você pode ficar despreocupado?

A resposta é NÃO!

Interpretar os resultados apresentados nas tabelas será uma tarefa do gerente ou de um supervisor.

Existirá uma nova situação a cada semana, trazendo mais uma leva de dados para análise.

Será que o responsável interpretará esses resultados corretamente toda semana? SEMPRE?

Fica aí uma pergunta difícil de responder. Não colocaria a mão no fogo nem por mim mesmo!

Sempre usamos o Excel na gestão das lojas, mas da forma que normalmente todos usam. Com operações matemáticas simples, realizando comparativos e buscando resultados.

O Capítulo 01 da história do Hubble tem seu início quando decidimos fazer uma planilha para facilitar o acompanhamento da performance das lojas e equipes de venda. Um projeto modesto, sem nenhuma pretensão.

Durante seu desenvolvimento apareceram várias novas ideias e com uma delas se inicia o Capítulo 02. Era para que a planilha, ao ser fechada, salvasse os dados e enviasse um e-mail com as informações financeiras e de performance do dia automaticamente, tirando esse trabalho diário do caixa da loja. Essa foi a primeira  funcionalidade automatizada do que se tornaria futuramente o Hubble.

 

Os limites do Universo das ideias se ampliaram. Se era possível mandar os e-mails automaticamente, certamente daria para implementar outras funcionalidades.

A diretriz era fazer tudo para facilitar o gerenciamento da performance, da loja e equipe, através da automatização.

 

Em dezembro de 2016 a planilha ganhou seu primeiro dashboard (imagem acima) e foi quando se iniciou o Capítulo 03. Com o sucesso desse dashboard, abriu-se uma nova perspectiva em relação à forma da apresentação dos dados, possibilitando a compreensão dos resultados de uma maneira simples, intuitiva e interativa.

 

O projeto continuou evoluindo e, em determinado momento, já existiam:

  • Dois grupos de planilhas mensais para acompanhamento das performances da loja e equipe;
  • O controle eletrônico de atendimentos, com a lista de vendedores e resultados;
  • O Dashboard da Loja e os Analíticos da Loja e Equipe, praticamente iguais aos de hoje.

 

Para otimizar o processo, os meses foram agrupados em um único arquivo, tendo uma guia para cada mês, e com isso veio a pergunta: Se está tudo junto, por que não ter totais, sub-totais, comparativos por meses, por ano e etc?

O Capítulo 04 começou em março de 2016, quando percebemos que não estávamos usando o caminho mais eficaz, que seria utilizando bancos de dados, pois dessa maneira, os dados poderiam ser filtrados gerando qualquer relatório que se desejasse. Com aquela decisão as planilhas se transformaram em um sistema.

E o Hubble System nasceu!!

Seu nome é uma alusão ao telescópio espacial da N.A.S.A., “HUBBLE“. Assim como ele mostrou, de forma inédita, o Universo ao Ser Humano, o sistema tem a missão de mostrar de forma inédita a performance de uma loja e sua equipe de vendas, auxiliando na sua gestão.

Simplicidade operacional com interatividade, apresentando resultados de forma simples através de gráficos intuitivos, foram as diretrizes de seu desenvolvimento. A análise total de uma loja e sua equipe não ultrapassa 30 minutos.

Com apenas alguns cliques de mouse no Hubble, se tem imediatamente todos os resultados e diagnósticos atualizados de:

  • Qualquer vendedor individualmente;
  • Da equipe ou da loja;
  • Em qualquer semana, mês ou ano que desejar;
  • Com números confiáveis, exibidos através de dashboards.

Nele também foram implementadas várias funcionalidades que resolvem outras dificuldades existentes na gestão diária de uma loja.

Tudo que foi pensado, foi implementado no Hubble. Nada que podia ser melhorado, deixou de ser. Todas as telas foram refeitas várias vezes, ora melhorando a funcionalidade, ora a interatividade.

Os gráficos utilizados nos dashboards do Hubble foram selecionados através de uma pesquisa de percepção e compreensão, dentre mais de 15 opções gráficas, realizada com dezenas de pessoas que, sem terem recebido nenhum tipo de instrução anterior, responderam a perguntas sobre o que conseguiam entender simplesmente olhando para cada um deles.

 

O Hubble não é um sistema desenvolvido por programadores para lojistas, e sim por um lojista que, com sua experiência, decidiu desenvolver um sistema para auxiliar lojistas/gestores a gerenciar a performance de suas lojas e equipes de venda.

 

O Hubble tem certificação internacional, não só do sistema, mas também de tudo que está a sua volta, como a distribuição online, instaladores, website, processos de proteção à pirataria, monitoramento, ativações e etc.

                                   

 

Gustavo Loureiro